Amizades nem tão necessárias assim.

 

Às vezes, pensamos que alguém é nossa amiga. E, obviamente, que somos consideradas por ela dessa mesma maneira. Só que não!

Com o tempo, percebemos (nos pequenos detalhes) que não somos tão necessárias assim uma para a outra.

Notamos que a gente não sente falta das conversas, que encontrar de vez ou nunca e trocar uma ideia não nos faz a menor diferença, que nunca houve uma conversa que realmente conectasse, fizesse fluir o diálogo e nos sentíssemos plenamente escutadas e compreendidas.

Geralmente, sempre ocorre o seguinte: a gente pensa que a conversa vai começar a fluir e PLAFT! A pessoa solta umas pérolas como, por exemplo, nos desvalorizar em prol de outras amizades e ficamos com o queixo caído de tão tontas que fomos.

Não sei se isso já aconteceu contigo, mas comigo muitas vezes.

Confesso que antes eu ficava triste com essas situações, mas, hoje, acho que o tempo criou um revestimento em mim e comecei a encarar isso de maneira indiferente, a não me importar tanto.

Se isso é ruim ou bom eu não sei. Só sei que eu prefiro sentir indiferença do que tristeza. A vida se torna mais prática e leve assim.

Você deve estar pensando que talvez não consiga encarar de maneira tão indiferente assim, quando isso ocorrer contigo, e, portanto, não sabe como reagir. Eu tenho algumas sugestões: pare e reflita se essa pessoa é (ou não) importante, de verdade, na sua vida. Não sendo, siga adiante, viva a sua vida e não se cobre além do que pode oferecer a ela (de acordo com o que ela cativa de você).

Entretanto, se essa pessoa for necessária para a sua felicidade converse de maneira franca e direta, diga-lhe como se sente quando não recebe dela a mesma consideração que doa e fale também da importância que ela tem em sua vida. Ouça a resposta em silêncio. Não interrompa. Dê espaço para que a pessoa seja sincera com você. Em seguida, analise o que ouviu e veja se é possível mudar o rumo dessa relação e ressignificar o que passou. Caso contrário, se distancie e siga a sua vida.

Amizade só existe em via de mão-dupla, senão for assim, não é amizade.

Luz e que só fiquem por perto, quem seja de verdade.

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *