Uma carta de despedida para quem eu fui.

Até hoje eu decidia tudo por mim.
Não precisava pensar muito no que queria comer, beber, fazer ou deixar de fazer.
Tudo era voltado para o meu bem-estar.
Mas, eu decidi que não queria mais pensar só por mim.
Faltava algo.
Faltava uma motivação maior.
Faltava você.
Então, desejei você.
Planejei você.
E você chegou, e, fez minhas convicções se expandirem.
Você me colocou no lugar do outro, no seu lugar.
Eu passei a viver a expressão mais genuína do que é empatia.
Me coloquei no seu lugar desde o primeiro exame que confirmou a sua chegada.
Não comia, bebia, caminhava e descansava só por mim, agora era por mim e por você.
Não reformulei todos os meus planos só por mim, agora era por mim e por você.
Não abri mão das minhas vontades por mim, mas por nós.
Hoje, eu olho para trás, vejo tudo que precisei mudar por você e olho para frente vendo tudo que ainda precisarei mudar e não me arrependo de nada. Faria tudo de novo. Não só por mim, mas por nós.
Eu me despeço das minhas vontades.
Eu me despeço das saídas sem planejamento para beber com os amigos.
Eu me despeço de poder acordar quando quiser.
Eu me despeço de viajar para qualquer lugar que queira sem ver se será bom para você também.
Eu me despeço de agir por impulso.
Eu me despeço dos meus destemperos.
Eu me despeço do meu jeito autoritário.
Eu me despeço das minhas culpas.
E sei que algumas dessas despedidas não serão para sempre, afinal de contas, você vai crescer. Terá sua vida independente. Voará vôos que só você pode dar para ser feliz.
Nesse momento, eu estarei de volta comprometida apenas com as minhas vontades e eu sei que terei a sua torcida por mim, assim como sempre estarei torcendo por você.
Filha, eu te amo desde antes de lhe conceber.
Eu te desejei nos meus sonhos de menina.
E desde quando você chegou eu busquei me tornar a cada dia mais humana e a ser a melhor mãe que conseguir ser para você (respeitando as minhas limitações, porque não sou perfeita, ninguém é).
Adeus a Carol que fui.
Bem-vinda a Carol que nasce.
Que haja luz, sabedoria, compaixão e amor em nossa caminhada filhotinha.

5 comentários

  1. Emilia

    Parabéns! Quero guardar esse texto pra mim, pra quando chegar a minha vez saber que é uma nova etapa o ser mãe, é um desapego momentâneo de quem fomos para sermos transformados em novos seres, depois tudo volta aos eixos com uma nova roupagem. Muita saúde a vocês!

  2. Luiz Shigunov

    Que lindo! Parece um poema 🙂 Que seja uma caminhada linda e feliz!

  3. Talita Miranda

    Lindo e muito emocionante amiga! Que a caminhada de vocês seja repleta de luz e muito amor, tenho certeza que se vai se sair incrivelmente bem e criar um ser humano tão bonito quanto você!Obrigada por compartilhar!

  4. Tatiana Shigunov

    Lindo Carol!! É isso mesmo e mais um pouco…. Hahaha
    Aproveite cada segundo, pois tudo passa rápido e quando nos damos conta já está ficando mocinha, com suas vontades e desejos….
    Ser mãe é maravilhoso, cansativo mais reconfortante…. Um turbilhão de emoções!!!
    Beijos no coração.

  5. Dinah Dantas

    Parabéns!!
    Quem cuida ensina cuidar.
    O mundo precisa de cuidados e cuidadores.

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *