#PPS – O segundo trimestre.

O segundo trimestre vem cheio de novidades!

De repente, ela aprendeu a dormir sozinha, aprendeu a identificar a mamãe e o papai, aprendeu a reconhecer a voz do vovô, aprendeu a identificar a vovozinha só de ouvir a voz ao telefone, aprendeu a gargalhar, a dar gritinhos e a fazer bolinhas de cuspe.

O intestino agora funciona semanalmente (e um VIVA a economia de fraldas..rs) e, sim, isso é normal. Sinal de que ele está começando a amadurecer e como a bebe mama leite materno de forma predominante, e, eu tenho uma alimentação bem saudável, não há muito o que desperdiçar, portanto, todos os nutrientes são absorvidos pelo corpinho dela.

Não oferecemos chupeta pelo medo de todas as doenças que ela pode trazer, então, optamos por ter paciência e aguentar o choro normal dela. Mas, ela também aprendeu a chupar o dedinho para dormir, ok. O dedo é dela é ela sabe o que fazer com ele. Sem estresse. Sem traumas. Sem brigas. Respeitei a decisão dela.

Uma coisa que não sabia e aprendi em uma consulta na pediatra foi que não preciso limpar com lenços umedecidos as trocas de fraldas de xixi porque isso acaba deixando a região úmida e aumentando as chances de ficar assada. A fralda descartável funciona como um papel higiênico, por isso, basta trocar a fralda e nunca deixar de passar a pomada anti-assadura. Outra coisa ainda sobre fraldas: nós usamos a marca pampers (verde e vermelha) e lá diz que a absorção dura até doze horas, perguntamos a pediatra se poderíamos deixar e ela confirmou, então, a noite paramos de trocar a fralda dela para não incomodar o sono dela. (e outro VIVA a mais economia de fraldas..rsrsrs)

Outro ponto bacana desses meses é que nós começamos a nos sentir mais seguras, saímos sozinhas com o bb, não damos mais um salto da cama a cada som que ouvimos vindo do berço, entendemos melhor cada gesto do nosso bebezinho e compreendemos melhor as suas necessidades. Resultado: uma mãe mais feliz, plena e tranquila.

Retomei a minha yoga, terapia e meditação. Sobrou tempo até para retomar ao trabalho (e olha que nos meus planos eu só voltaria após o segundo trimestre). Mas eu sinto muita falta do meu trabalho e diante tudo isso que já falei anteriormente senti que era a hora de voltar. Eu trabalho do meu escritório em casa, portanto, não preciso deixar a minha filha em creche e nem a cuidados de terceiros – o que facilitou essa decisão.

Fizemos a nossa primeira viagem, para o interior do Estado, e, olha, foi hilário, levei o mundo no porta-malas…rsrsrs. Fui para a casa da minha tia e mesmo assim carreguei muita coisa. Não precisei de tudo. Mas, valeu pela diversão. Minha dica para você é compre um berço desmontável, eu escolhi o da COSCO, ele é bem prático, e, a bebezinha dorme tranquila e segura no berço dela. Eu comprei com um mês antes da viagem e a tarde comecei a coloca-la nele para ir se adaptando e funcionou muito bem. Ela não estranhou nada.

O sono oscilou muito nesse segundo trimestre, ora dormia muito a noite, ora acordava a cada duas horas, tinha dias que eu acordava esgotada, um caco para fazer qualquer coisa, nesses dias, eu combinava com o meu marido para ficar com ela uma parte do dia para que eu pudesse dormir e me recompor. O resultado de uma noite mal dormida vinha direto na minha produção de leite: pouco e bicos doloridos.

Ela começou a ter mais fome também, por isso, nós decidimos dar três mamadeiras de complemento por dia uma de madrugada, uma no almoço e outra no fim do dia. Percebemos que ela continuava a mamar no peito, dormia melhor a noite e não ficava mais tão irritada durante o dia.

Desde os dois meses nós colocamos ela no colchão no chão para brincar, quando entrou no segundo trimestre ela não estranhou ir para o tatame e começar a brincar de rolar, a cada dois dias eu troco os brinquedos dela para estimular a curiosidade, a rolagem não foi do dia para a noite, demorou, mas com paciência e estímulo ela, no tempo dela, aprendeu a virar e depois a desvirar. É um processo, não faz tudo do dia para noite. Temos que controlar a nossa ansiedade para respeitar o tempo do bebezinho de se desenvolver de maneira natural.

Curta muito essa fase porque eles começam a se desenvolver tão rápido que se nos distrairmos vamos perder muita coisa.

Que a nossa maternagem seja leve, lúdica e feliz.

Saúde e paz.

Um comentário

  1. Emilia

    Muito legal!!! Ainda não sou mãe, mas curto ler as experiências dos outros. Sou tia, então acompanho um pouco o crescimento dos bebês, como aprendem rápido! São tão espertos e curiosos.

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *