Amizade, mesmo distantes.

texto24

Outra vez li um texto, que me inspirou a desenvolver esse post.

Um tema muito frequente nos dias atuais: “Amizade à distância.”

Eu sou filha única e não tinha amigos na infância. Brincava sempre em casa. Gostava muito de ler, falar com minhas bonecas e ver TV com a companhia de minha mãe e meu pai.

Ao completar 9 anos comecei a estudar em um colégio perto de casa e, consequentemente, fiz amizade com uma menina da mesma classe e em pouco tempo também tinha conquistado às amigas da vila em que ela morava.

Achava naquela época que seríamos sempre amigas, moraríamos sempre perto, compartilharíamos o dia a dia sempre. Mas, crescemos e a vida nos levou por caminhos diferentes. Nos decepcionamos demais, nos magoamos e seguimos afastadas de vez. (Acredito que já não era mais amizade, pois, esta havia se perdido junto com a inocência da infância.)

Alguns anos se passaram e fiz novas amizades, porém, com o decorrer da vida acabamos perdendo a convivência.

Entretanto, perdemos apenas o contato presencial, pois, sempre sabemos como a outra está. Quando uma de nós engravida, as outras são as primeiras a saber. Quando o baby nasce corremos para babar as fotos (porque nem sempre dá para irmos pessoalmente). Estamos sempre mantendo contato por e-mail, sms e redes sociais. Isso faz com que não nos distanciemos uma das outras.

Isto me levar a crer que quando existe amizade verdadeira não há distância nem tempo capazes de findar esse sentimento.

Tenho uma amiga e não nos víamos por 7 anos. Mas, mesmo distante acompanhei o seu noivado, o casamento, a gestação, o nascimento do seu filhote e compartilhamos cada passo do seu crescimento por meio do blog que ela criou. Além de cartas, e-mails, redes socias, telefonemas, sms e quando nos reencontramos no aniversário do pequeno Thiago, foi como se tivéssemos nos visto na tarde passada – como nos tempos da faculdade.

Outra amiga, também da faculdade, ficamos quase 10 anos sem nos ver, mas assim que seu pequenino Davi nasceu, fui a sua casa visitá-lo. E foi uma tarde deliciosa.

Tudo isso me faz sentir muito querida por todas elas. E também especial, por saber que mesmo com o passar dos anos, com a distância na qual moramos, com o pouco contato direto e presencial que temos, eu ainda sou importante para elas, do mesmo jeito que elas são para mim.

Algumas amigas e eu combinamos de nos encontrarmos um sábado por mês para ficarmos juntas, rir, brincar, conversar, comer, beber e curtir a companhia da outra. Sabe por quê?

Porque estar junto de quem amamos nos mantém vivas! Felizes!

Essa é a dica de hoje: curta seus amigos sinceros, mostre a eles que mesmo distante continuam sendo importantes para você.

Uma amiga me disse um dia:

A vida as vezes afasta as pessoas por consequências naturais: trabalho, filhos, rotinas etc. E eu sei o quão importante e valiosa é à amizade para você. Portanto, quero que saiba que não importa onde estejamos daqui a um, dois, cinco, dez, vinte anos tanto faz. Seremos amigas, sempre.
Sem dúvida, essa foi uma das coisas mais lindas e emocionantes que já ouvi das minhas amigas.

A ela (minha baianinha amada) e a todas as minhas outra grandes amigas. E meus amigos, quero dizer: PRA SEMPRE OS AMAREI!

Diga isso aos seus amigos e amigas, não permita que a distância os leve de você.

Beijos de luz!

Fonte: http://www.cristianecardoso.com/pt/2013/03/20/amiga-mesmo-a-distancia/

5 comentários

  1. Janyr Gomes da Silva

    Amizade verdadeira é assim,mesmo estando longe dos olhos fica guardada no coração.

  2. Vivi

    Vc sempre sempre será minha inspiração virtuosa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Maravilhosa

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *