Vontade de inovar.

Imagem

Tem dias na vida que dá vontade de inovar, se reinventar como uma borboleta, não acha?

Inovar tudo! O trabalho, a casa, a rotina, só manter por perto aqueles que amamos mas em um cenário novo, novos rumos, novos horizontes, novos desafios, medos e conquistas.

Gosto muito de uma cidade do interior do Rio, chamada Conservatória, conhecida popularmente como a Cidade da Seresta. Lá conhecendo novas pessoas vi engenheiros, turismóloga, professores e outras profissões mudando de vida, de rotina em prol de uma vida mais tranquila e harmoniosa.

Uns abriram uma pousada, outros abriram restaurantes, outros viraram seresteiros, outros fizeram novo concurso e reingressaram para o magistério mas lá mesmo, ensinando coisas antigas para novos alunos de um jeito diferente. Eles inovaram! Tiveram coragem de mudar.

Depois de 10 anos no mesmo ramo de atuação sinto às vezes necessidade de inovar. Mudar para área de humanas: história da arte, antropologia, filosofia ou área médica como genética, física, química… ai sei lá qualquer área que me afaste de máquinas, processos engessados, mundo corporativo e me aproxime de pessoas, de suas histórias, de arte, da natureza, da cultura….

Meus pais mudaram, meu pai depois de mais de 30 anos de comércio em drograrias tornou-se fisioterapeuta. Minha mãe, depois de quase 30 anos de magistério tornou-se esteticista e artesã.

Outro amigo saiu da área de TI – depois de bons tempos – e ingressou na faculdade de medicina.

Ah! Como admiro essas pessoas que tiveram coragem de INOVAR.  Tomara um dia conseguir ser como eles =)

E você já passou por essa sensação? Mudou? O que fez ?

Luz.

5 comentários

  1. Vivi

    Me senti na obrigação de comentar, a mudança, mesmo quando não bem sucedida inspira pela coragem, portanto peço pra sempre que tiver oportunidade exponha estes casos. Eu sempre fui radical, nunca tive medo de mudar, de tentar, mas depois de algumas quedas comecei a sentir insegurança… mas graças a Deus tirei esse medo de mim, prefiro chamar o que estou sentindo de cautela, sensatez. Acho que estou indo bem porque não tenho cometido os mesmos erros do passado e o que me faz não dar o passo adiante por enquanto é só aquela sensação de “calma, já chega sua hora”. Assim que começar a correr novos riscos, profissionalmente (porque no resto, meus caros, viva!), ninguém segura.
    Boa sorte pra nós!

  2. Vivi

    Me senti na obrigação de comentar: sempre que puder exponha estes casos de mudança mesmo mau sucedidos, pois eles inspiram pela coragem.
    Principalmente para quem está na transição “arrisco agora ou tenho mais calma” como eu. Sempre fui radical, medo de verdade acho que ainda não senti e peço a Deus pra não conhecer esse sentimento profissionalmente (seria bom em nenhuma área né, tem que VIVER). Mas no momento, prefiro chamar de cautela, sensatez. E tem funcionado, pois não estou cometendo os mesmo erros do passado.
    Boa sorte pra todos nós!

    • Eu as vezes sinto um misto de medo e prudência, mas vamos tentando superar. Obrigada pelo comentário. Beijos.

  3. Luiz Shigunov

    Eu admiro pessoas que têm essa coragem de mudar! Se você não está feliz com o que faz tem que mudar mesmo. E a hora é agora com o país cheio de emprego. Não dá pra deixar a felicidade de lado e aguentar. Só existe uma vida e ela voa! rs

    • E não temos uma outra chance, temos que aproveitar. Beijos e obrigada pelo comentário.

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *