Conversas a dois

Por que é tão difícil demonstrar o que sentimos!?

57

Acredito que a criação, a estrutura familiar e os valores são fatores fundamentais para nos tornarmos um adulto menos complexado, com autoestima, segurança e mais feliz.

Muitas pessoas não foram criadas para demonstrarem seus sentimentos, não conseguem expressar por meio de palavras ou atitudes o que realmente estão sentindo: tristeza, mágoa, raiva, amor, saudade, carência, carinho, paixão, tédio, desânimo e qualquer sentimento que habite nossa alma. E para essas pessoas deve ser complicado lidar com qualquer tipo de relacionamento: amizade, casamento, namoro, família seja lá qual for o aspecto, se relacionar é sempre uma zona de turbulência na sua vida.

Canso de ver mulheres que não conseguem expressar claramente o que o seu amado faz que as entristecem, elas sempre falam de tudo, de todos os problemas passados, de todos os conflitos que tiveram, sem foco, sem direção, sempre falam de tudo, e acabam não dizendo nada. São tantas as emoções, lembranças e os sentimentos que as fazem ficar perdidas e agirem por impulso, sem a razão e nunca resolvem a causa dos problemas, sempre atacam as consequências.

Vejo também muitos homens que ama, de verdade, suas mulheres e não sabem conciliar em atitudes todo o amor que diz em palavras. Eles estão sempre cometendo os mesmos erros, e tentando resolvê-los com as mesmas técnicas, nunca dá certo. Por quê? Porque eles também só olham para a consequência e nem desconfiam de qual seja a verdadeira causa dessas atitudes. (Veja o post Mulheres, cuidado! Cobrança demais cansa!)

Amigas que se magoam com as outras e não conversam, ficam com aquela mágoa velada, sem expor, sem falar claramente o que a incomoda e a faz infeliz. Resultado: a amizade esfria, congela, termina e deixa pra trás um abismo de mágoa e tristeza.

No trabalho, muitos ficam aborrecidos com a forma pela qual os gestores conduzem o trabalho, e ao invés de conversar, os funcionários se calam, se fecham, e começam a nutrir um sentimento ruim em relação ao gestor, aos colegas, ao ambiente a tudo. Por quê? Por medo de expressar racionalmente o que sentem e serem interpretados inadequadamente. E não percebem, que isso já está acontecendo por causa dessa reclusão.

Tudo seria resolvido de forma tão mais simples se as pessoas praticassem: conversar, expressar seus pensamentos, suas emoções, dizer claramente o que estão sentindo – mostrar fragilidade não é vergonhoso, mostrar tristeza não lhe desmerece perante a sociedade, isso só estreita as relações e as fortalece.

Se você não teve uma criação que estimulasse essa transparência de sentimento, comece a se reeducar, mudar seu comportamento, se é difícil olhar nos olhos, escreva. Não importa se você é um escritor nato, ou se tem problemas de concordância ou regência, o importante é utilizar das palavras escritas para transmitir tudo aquilo que está sentindo. Escreva um e-mail para quem você magoou, para quem te magoou, para quem você ama, para quem você quer conquistar e expresse seu sentimento, isso não é garantia que vai resolver o problema com a pessoa. Entretanto, posso te assegurar que se sentirá bem mais leve. E melhorará seu relacionamento consigo mesmo.

Agora, que acabou de ler, abra seu e-mail, informe o e-mail da pessoa que quer falar e coloque no “Assunto” a palavra “O que estou sentindo”… dai por diante é com você!

Boa sorte! Vá EmFrente! Sempre!

Luz!

Um comentário

  • Luiz Shigunov

    Realmente a maioria das pessoas não foi criada dessa forma. Sempre tentamos nos manter na zona de conforto e fugir dos problemas. Mas tem problemas que não podemos fugir sob pena de ficarem ainda maiores ou até insolúveis! A melhor dica é essa mesmo: praticar aos poucos para se tornar um hábito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *