Onde não gostaria de estar…

58

Sabe, tem dias onde a vontade de largar tudo vem com força total!

Vontade de largar aquelas pessoas que você só convive por obrigação, a lei da “boa convivência”.

Vontade de largar tudo àquilo que incomoda, causa desânimo, insatisfação e falta de paciência!

Vontade de largar aquele lugar onde você permanece só pela questão financeira.

Vontade de parar o relógio, voltar no tempo, para um momento bom de profunda felicidade e alegria.

Tem momentos onde não dá vontade de voltar para a rotina, de olhar para aquelas pessoas chatas, de ouvir aqueles papinhos bobos, de ter que fazer “a social”.

Simplesmente, não dá vontade de nada que traga desconforto.

Nada! Absolutamente nada!

Isso acontece quase sempre quando retornamos de viagem. Onde saímos da rotina, paramos de conviver com aquelas pessoas desinteressantes,  fugimos daquele cotidiano monótono – com as mesmas incertezas e futilidades.

Partimos rumo a um lugar novo, com quem amamos com quem nos faz rir, nos faz querer estar junto, com quem gostamos de conversar, de brincar, até mesmo de ficar caladas, pessoas que nos fazem bem! Descobrindo novos lugares, novos sabores, novos sons e novas paisagens.

Por que voltar é tão difícil!? Acho que é porque voltamos para onde não gostamos de estar, porque voltamos a conviver com pessoas que não temos a menor afinidade, porque voltamos para uma atmosfera vazia, incerta, fraca e desanimadora.

E o que nos resta fazer quando estamos assim!? Seguir em frente!? Mudar o leme? Adaptar-se?

Sei lá…. ainda estou buscando a resposta….

Um comentário

  1. Luiz Shigunov

    Sei como é… já senti isso também e não foi uma decisão facil! Minha tendência é não aceitar isso e procurar mudar. Não é uma coisa que se faz por impulso, mas sim uma decisão que deve ser amadurecida. Uma vez amadurecida, não se deve temer. Tem que partir com tudo e fazer acontecer. Tenho sempre em mente: só tenho esta vida e ela é muito curta pra eu perder tempo!

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *