Quando criticar se torna um prazer.

images

Lendo essa frase refleti em como a vida de muitas pessoas hoje circunda em torno de criticar os outros: o funcionário, o colega, o chefe, a amiga, o vizinho, o cunhado, a sogra, a professora, o político, a atriz, a cantora, não importa quem seja. De repente, para essas pessoas criticar se tornou algo que lhes traz prazer – critica porque faz bem para eles.

Então, começo a questionar o quão ruim e infeliz é a vida dessas pessoas, que precisam apontar defeitos e diminuir o outro para se sentirem um pouco melhor, talvez menos infeliz do que realmente são, sei lá.

Por que é mais fácil criticar, ofender, rotular, menosprezar o outro? Por que se desfazer de outro é melhor que indicar como melhorar? Ou mais importante que isso, por que não buscam na falha do outro um defeito próprio e busquem corrigir, evoluir, melhorar!?

Para mim é tão mais prazeroso mostrar ao outro como pode corrigir seus atos e se tornar alguém mais feliz, mostrar como ele é importante e que defeitos todos nós temos. Compartilhar minhas fraquezas e pedir uma sugestão de como poderia melhorar não me diminui perante ninguém, pelo contrário só me fortalece.

É tão satisfatório crescer, ser feliz, rir, brincar, fazer amigos de verdade do que perder tempo falando mal das pessoas e ignorando nossas falhas, nos enganando para nos sentirmos superior, uma falsa sensação de contentamento, que a noite, deitado no travesseiro, qunado a consciência grita e as lágrimas tocam o seu rosto mostrando: “Viu, apesar de todos os defeitos ele(a) é mais feliz que você.”

Deve ser difícil dormir depois de uma dessas…

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *