Conversas sobre as dores da alma

Ditadura da Alegria.

texto91

Por que todo mundo tem que estar sempre feliz?

Por que todo mundo tem sempre que ser do bem?

Por que não podemos reclamar quando tropeçamos em uma pedra?

Por que é errado xingar?

Por que é proibido ficar triste?

Por que é errado assumir nossas fragilidades?

 

Ultimamente venho lendo e assistindo alguns programas que questionam a ditadura da alegria! Parece que virou crime ser frágil, chorar, reclamar e se sentir triste. Todo mundo tem que se mostrar alegre o tempo inteiro, em qualquer circunstância aconteça o que acontecer! Que saco isso!!

Somos todos humanos. E com isso vem junto nossas inquietudes, angústias, raiva, melancolia e a vontade de fazer uma rebelião interna vez ou outra.

Quem nunca sofreu depois de uma demissão? Quem nunca sofreu quando terminou um relacionamento? Quem nunca foi traído por um amigo? Quem nunca perdeu algo que amava e se viu sem chão? Quem???

Atualmente, existe um modismo que proíbe todo e qualquer tipo de luto. Somos definitivamente proibidos de sentir qualquer emoção, sentimento ou ter pensamentos tristes, depressivos, vulneráveis e que sejam contra a onda “Sou do bem e amo o mundo inteiro”.

Quanta Hipocrisia! Falsidade! Soberba.

Somos HUMANOS!

Temos o direito de viver nossas emoções da forma mais visceral e profunda que desejarmos.

Sou contra a vitimização excessiva, contra praticar o mal aos outros, contra violência, contra falta de caráter, mas nada disso anula ou exime a capacidade de nos deixarmos vulneráveis e, em determinadas situações, sofrer com nossas derrotas, frustações e limitações.

A tristeza é essencial para nos mostrar o valor real da alegria.

O mal não existe sem o bem. O amor não teria sentido se não houvesse o ódio.

Somos feito das variadas emoções que comporta nosso coração, do bem e do mal, do certo e do errado. O que nos diferencia nos animais é a capacidade crítica que temos para compreender a diferença entre tudo isso e usar do livre arbítrio para sermos pessoas do bem. Só que isso não nos prende dentro de uma armadura e nem nos obriga a sermos felizes o tempo inteiro.

Precisamos chorar para reconhecer o valor que tem um sorriso.

Então, por favor, quando encontrar alguém triste chorando se policie para não dizer: “Não chora, não.” – deixe-o chorar, deixe com que as lágrimas lavem a tristeza que sufoca seu coração. E se você se sentir triste, assuma isto, viva seu luto, só não permita que isso tome conta das suas atitudes, da sua vida e nem extravase nas outras pessoas ao seu redor.

O grande segredo está em saber sair mais forte e sábio de cada tristeza, de cada derrota, de cada decepção, de cada luto, de cada frustração. Devemos aprender a evoluir e nos reinventar de acordo com nossas emoções e não mascarar nossas vidas em busca da onda: “Somos todos felizes todos os dias, o ano inteiro e para sempre.”

Seja você, viva todos os seus sentimentos genuinamente.

Luz!

 

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *