Conversas sobre as dores da alma

O Poder do Coaching

 

Muitas pessoas desconhecem o que é um Coaching. Portanto, quero explicar de uma forma bem simples, fazendo uma analogia com situação habitual na televisão hoje em dia. Certamente todos vocês viram ou ouviram falar do quadro “Medida Certa” do Fantástico, onde o Ronaldo, a Preta Gil, o Fábio Porchat e outros artistas participaram. Além desse, tem outros quadros parecidos em outras emissoras como o “Além do Peso” no Programa da Tarde e tantos outros na TV fechada, onde o intuito é resgatar a autoconfiança dos participantes acima do peso que não acreditam mais que podem ter um vida saudável. Eles perderam a esperança, possuem tantos questionamentos sobre a vida, sobre si mesmo, tem tanto sentimento sufocado, situações mal resolvidas consigo e com o mundo que se entregam aos desejos da gula para tentar disfarçar o que sentem e terminam aprisionados em quilos e mais quilos de sobrepeso.

Então, um treinador (coach em inglês) os motiva a recuperar sua autoestima e o controle da sua vida. Normalmente, tem uma equipe formada por nutricionistas, psicólogos e preparadores físicos que atuam em conjunto para resgatar todos os sentimentos dos participantes e ajudá-los a descobrir a resposta para tantos questionamentos interiores. Eles os ajudam a ampliarem seu autoconhecimento e com isso os participantes se deparam praticando exercícios que pensavam nunca mais conseguir, se deparam com uma nova forma de encarar os prazeres alimentares, vendo nos alimentos não um refúgio para os problemas, mas uma forma saudável de viver e ser feliz.

O trabalho do coaching se assemelha a isso, pois, nos ajuda a aprimorar nosso autoconhecimento, nos impulsionam a alcançar a realização pessoal, nos ajudam a nomear aqueles sentimentos indefinidos que sentimos – e geralmente sufocam nosso peito de angústia, medo, raiva e frustração – e nos impedem de alcançarmos o nosso potencial máximo. Nos acomodamos então em uma vida sem alegria, sem relevância, passamos dias após dias sobrevivendo, empurrando o tempo com a barriga até sabe se lá quando…

E ninguém nasce para sobreviver, nós nascemos para viver (e com felicidade), nascemos para alcançar o nosso potencial máximo, nascemos para superar todas as dificuldades que surgirem, nascemos para amar e sermos amados, nascemos para ter um emprego que nos faça feliz. E, o mais importante, o conceito de felicidade varia de acordo com cada indivíduo, por isso, cada um precisa descobrir o que lhe faz feliz e trabalhar para isso. O coach nos ajuda a definir o que é felicidade para cada um. Eles nos apoiam a atingir nossas metas e, muitas vezes, até a descobrir qual é a nossa meta. Nos impulsionam rumo a uma vida melhor.

Eu já fiz dois trabalhos de coaching e o último foi com uma profissional incrível, formada em psicologia, com ampla e vasta experiência na área, que me ajudou a encontrar muitas respostas, nomear sentimentos que eram indefinidos, entender a razão de alguns comportamentos que tinha e não me faziam feliz e a descobrir uma forma de me reinventar em alguém que encare a vida de uma forma mais leve, positiva, resiliente e feliz.

Portanto, eu gosto de compartilhar aqui com vocês tudo que vivo e me deixa mais feliz, essa minha experiência é uma delas. Então, indico para você que está desapaixonado por si mesmo, por sua carreira, por sua vida. Busque ajuda. Não tenha medo de encarar o seu Eu mais profundo, não tenha medo de você!

Se está difícil encontrar as respostas sozinho, busque ajuda, você merece.

Se você quiser mais detalhes sobre essa minha experiência, me escreva, ficarei muito feliz em lhe ajudar.

Luz na caminhada!

4 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *