Leituras que indico

Dicas de leitura: Os cães nunca deixam de amar.

113918150G1

Um dos livros mais emocionantes que já li!

Você começa a ler e não dá mais vontade de parar. A curiosidade de saber o que acontecerá com cada um dos personagens é muito forte. Eu li o livro inteiro em pouco mais de dois dias.

A história é real e trata-se de uma situação vivida pela própria autora, Tereza, que relata com humor e muita suavidade como enfrentou o câncer (seu e de seu cachorro).

Nos deparamos com a história de uma mulher de quarenta anos, divorciada duas vezes, independente, bem sucedida, que tem uma paixão incondicional por cachorros, especialmente por beagles.

Após a mais recente separação, ela perde seus dois cachorros devido à idade avançada, o que a torna mais sensível e fragilizada. Ela tenta se proteger de possíveis novas frustrações evitando relacionamentos sérios e novos cachorros. Entretanto, a vida nos surpreende sempre, e, Tereza acaba iniciando um relacionamento casual com Chris, doze anos mais jovem, e um carismático e hiperativo beagle cruza seu caminho, o Seamus.

Então, a narrativa começa contando sobre essa surpresa que a vida lhe apresentou e o desfecho é surpreendente e emocionante. Primeiro Seamus é diagnosticado com um câncer muito agressivo e, em seguida, é a vez de Tereza ser diagnosticada também com esta cruel doença.

Para você que ama cachorros essa história irá lhe emocionar. E para você que não é um fã, prepare-se, pois, arrisco dizer que irá mudar sua opinião após essa leitura.

Eu vivenciei ambas experiências: animais doentes e uma pessoa muito próxima e amada teve câncer de mama. Em ambos os casos foi muito difícil vê-los enfrentando suas respectivas doenças e esse livro consegue nos mostrar o drama vivido por quem passa por isto, mas, ao mesmo tempo nos mostra como os faz mais fortes e o quão importante é estarmos ao lado dando nosso apoio incondicional ao invés de nos apiedarmos deles.

O amor tudo supera. É isso o que você lê em cada capítulo.

Recomendo muito!

Boa leitura!

2 Comentários

  • Carlos

    Você saberia me dizer se o título original desse livro é “The Dog Lived”?
    Eu moro no Japão e aqui livros editados no Brasil são caríssimos. Dessa forma, vou procurar a versão original, em inglês, que sai bem mais em conta. Grato pela atenção.

    PS: descobri seu blog hoje. Os blogs que costumo visitar não tinham nenhuma novidade interessante. Fui no Google e achei o seu. Já está no meu bookmark e sempre virei aqui, dar uma olhada. Parabéns por postar textos tão edificantes. Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *