Por uma vida mais feliz

Faça o seu melhor, quantas vezes forem necessárias.

page

Quantos jovens estão ansiosos, agitados, nervosos, angustiados para a prova do Enem e outras que farão esse ano para “decidir” o rumo de suas vidas, a faculdade que farão, a escolha da sua profissão.

Tenho um segredinho para vocês: essa escolha não é irreversível, ela pode mudar a qualquer momento, por isso, não aumente a pressão sobre si mesmo. Faça apenas o melhor de si.

Eu, quando era mais nova, queria muito ser pediatra e cirurgiã. Estudei meu Ensino Médio inteiro focando em Química, Física e Biologia, pois, deveria me sair muito bem, ou melhor, tinha que passar nas provas do vestibular (naquela época não era o esquema de hoje).

Estudei tanto, que acabei por ignorar completamente a orientação dos meus professores, que diziam que eu me sairia muito melhor na área de Humanas ou Exatas do que em Biomédicas. Assim, como todos os testes vocacionais que fiz! E você acha que dei ouvidos? Não. Finalizei o Ensino Médio e tentei o vestibular para três faculdades públicas para medicina, fui reprovada em todos (fiquei extremamente nervosa durante as provas). Contudo, não desisti, porque Aquela era a “escolha certa”, pedi a minha mãe para me dar uma chance e pagar um ano de pré-vestibular. Ela, com muito sacrifício, assim o fez para mim. Estudava das seis da manhã até meia-noite, de segunda a segunda, não viajava, não saía com os amigos, não curtia meus primos pequenos, enfim, eu só estudei, durante um ano inteirinho.

Antes da prova, no final de semana anterior, tinha no meu pré-vestibular o famoso “aulão”, onde as aulas começavam às oito da manhã e iam até oito da noite, com foco nas específicas. Eu gabaritei TODAS (isso mesmo que você leu), todas as questões que os professores deram – acreditando que alguma cairia em uma das provas. Dito-e-feito, na minha prova de medicina para uma faculdade federal, a prova de química tinha uma questão daquela do “aulão” e na de física tinham duas questões. Então, você deve estar pensando, “Caraca, a Carol gabaritou!”.

Puro engano seu. Eu zerei as questões. Isso mesmo ZE-RE-I, deixei T-O-D-A-S em branco!!!! O meu nervosismo (devido a pressão que me impus) me travou por completo. Eu lia as questões, sabia que conhecia as fórmulas, porém, não consegui resolver nenhuma. Saí da sala chorando, e no dia seguinte, quando acordei e baixei a prova em casa, consegui desenvolver com sucesso todas as questões sozinha. Meus professores do cursinho só acreditaram quando o resultado saiu e eles viram que zerei as específicas.

Resultado: reprovada pela segunda vez!

Quer saber se hoje me arrependo de não ter seguido “a escolha certa”, leia-se medicina? Nenhum pouco! Graças a Deus não passei. Eu não consigo ver uma criança chorando quando prende o dedo na porta, o que dirá encarar crianças doentes com câncer, pré-maturos com risco de morte, crianças fadadas a doenças terminais. Jamais! Eu não tenho estrutura psicológica para isso.

Acabei seguindo a área de Exatas, na qual tinha formação técnica, e hoje atuo mais no ramo de Humanas e estou pensando em cursar uma faculdade de psicologia.

Viram? Na vida não existe “A carreira” para sempre. O que existe são momentos, escolhas e renúncias. Hoje você está passando por um momento, que abrirá chances para tantos outros que virão, por isso não sofra por antecedência. Não se imponha metas inflexíveis, não se prive de viver. Estude sim, dando o melhor de si, mas, não se anule. Não deixe passar sua adolescência só porque seus pais acreditam que você com seus 16, 17, 18 anos tem que saber o seu futuro, nem eles sabem ao certo qual o futuro escolheram lá atrás e nem onde irão chegar ao se aposentarem.

Dê o que há de melhor dentro de você. E acredite, se não for dessa vez, será na próxima, sendo para medicina ou para artes plásticas, acredite, você tem a vida em suas mãos.

Boa sorte!

Respire. Relaxe. Confie em si.

Obs.: Pelo menos dois dias antes confira o local da prova. Como chegar lá. Separe o material correto (de acordo com o edital) e os documentos necessários.

Luz.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *