Babilônia e o boicote.

images

Eu não sou fã de novela, a última que vi foi Lado a Lado, porque o elenco e a história eram fascinantes. Não assisti a vilã Carminha, não assisti o tão aclamado Comendador, mas ouvi as histórias que minhas amigas e minha família comentavam (me cobrando porque não assistia também). Eu não via porque o elenco não me agradava, as histórias eram batidas e tinha muita maldade na trama – e de violência e maldade já basta ver os noticiários com a triste realidade que vivemos nos dias de hoje.

Então, depois de muito tempo, encontro uma novela com as minhas três atrizes prediletas reunidas (por ordem de preferência): Fernanda Montenegro, Gloria Pires e Camila Pitanga – de quebra tendo o Thiago Fragoso, que também gosto muito. E então, eu me vi conquistada para acompanhar a trama, que não é inédita, pois, trata da rivalidade de duas ex-amigas (isso já foi abordado outras vezes) – só que tem o elenco que adoro e acho belíssimas suas atuações. De repente, me deparo com notícias dizendo que a novela está com o pior ibope dos últimos anos da emissora. E fico intrigada com isso e vou buscar a razão, então descubro que existem alguns religiosos evangélicos (incluindo deputados) estimulando o boicote à novela a fim de zelar pela família brasileira. Agora não é porque tem traição, tem corrupção, tem discriminação racial, não nada disso – o que me faria compreender até de modo minimamente aceitável – mas o tal boicote é por conta de um beijo entre duas mulheres, um beijo que nada mais foi do que um selinho entre um casal, onde uma das atrizes era a dama do teatro e da televisão brasileira, a grande Fernanda Montenegro.

Sério, como alguém pode achar que um beijo apaixonado e cheio de ternura como foi o delas tratava-se de uma ameaça aos lares e a solidez da família!? Desculpe, mas se a família desses senhores está ameaçada com um beijo de amor, acho que eles estão com problemas sérios dentro de casa. E precisam iniciar uma terapia familiar o quanto antes para entender o quê daquela cena pode comprometer o bem estar da sua família.

A questão da homossexualidade hoje em dia é algo que vemos na novela das seis, das sete, das nove, da Globo, da TV Brasil e de tantas outras emissoras. A escolha de quem se ama é livre e particular a cada indivíduo, ninguém tem a obrigação de aceitar, de assistir, de promover, mas temos todos o DEVER de RESPEITAR. Se para você a homossexualidade é algo inaceitável para seus filhos, converse com eles, mostre suas razões e tente orientar de acordo com o que você julga certo pela sua cultura e seus valores. Agora, antes de discutir opção sexual, discuta respeito, tolerância, generosidade e mostre que o mundo é feito de diversidade (em todas as esferas, raças, classes sociais) e que isso deve ser encarado com naturalidade e individualidade.

Se tem algo que pode contaminar os lares das famílias é a hipocrisia, o racismo, a intolerância, a soberba, o ódio, a mentira e o uso indevido do nome de Deus para justificar limitações morais e cívicas de cada um.

Boicotar a novela, a Natura e qualquer outra coisa com base em preconceito, soberba, intolerância e falsa fé só demonstra o quão frágil estão os lares da nossa sociedade.

Luz, muita luz na nossa caminhada!

Um comentário

  1. Eu acho que o ponto é justamente esse: boicote por puro preconceito. Existem muitos problemas que deveriam ser debatidos, mas as pessoas perdem tempo com o que não lhes diz respeito.

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *