A essência da relação entre mãe e filha.

capaLinda

Se você é mãe ou pretende ser eu recomendo fortemente esse filme. Embora à primeira vista possa parecer uma simples comédia, ele nos surpreende com uma bela lição a respeito da maternidade.

Ser mãe vai muito além da gestação, do parto, da amamentação, vai além da vida – se você souber construir uma relação verdadeira e profunda.

A história abordada é entre a mãe, personagem da Glória Pires, uma médica poderosa do ramo da estética, e sua filha, vivida por Antônia de Moraes que não valoriza a estética artificial e se encanta pela beleza feminina oculta por trás da aparência. A mãe dá a filha uma casa luxuosa, melhores colégios, carro com motorista, roupas caras e todo o luxo e status possível, mas será que tudo isso é suficiente para educar a filha e prepará-la para a vida?

Bem, não contarei os detalhes porque vale a pena ver o filme, você irá rir e chorar ao mesmo tempo.

O que quero conversar com vocês é sobre a forma de construir essa relação de mãe-e-filho porque o que dá o tom da intensidade, da profundidade, da intimidade é a amizade construída desde a gestação e se estende por toda a vida.

Minha mãe é sem dúvida minha melhor amiga, não há no mundo ninguém que me conheça, saiba dos meus segredos, dos meus medos, das minhas angústias e meus sentimentos como ela (nem a minha terapeuta). Sabe por quê? Porque ela soube ser amiga (além de mãe). Ela costuma dizer a seguinte frase “Seja antes de tudo amiga da sua filha porque mãe você já é desde quando descobriu a gravidez”.

Concordo totalmente com ela, vejo muitas amigas que não tem uma mãe-amiga, apenas mãe. Elas respeitam, amam e cuidam de suas mães, mas não tem ali a força que precisam para se tornarem mulheres seguras e prontas para tudo aquilo que enfrentarão na vida. Existe um vácuo no relacionamento delas, que eu costumo nominar de Intimidade, que ocasiona muita insegurança, baixa autoestima, fragilidade excessiva e dependência emocional. Nem preciso dizer o que tudo isso gera em suas vidas, não é mesmo?

Portanto, você que é mãe ou pretende um dia se tornar, assista esse filme e reflita sobre suas atitudes. E, não é somente para mães de meninas que indico esse filme não, para mães de meninos também, porque todo filho precisa ter em sua mãe a sua melhor amiga.

No dia dos pais eu escrevi o texto ‘O Primeiro amigo da vida. E assim como ele, a mãe também é a primeira amiga da vida de todos nós.

Amar não é só alimentar, dar casa, roupa, colocar no colégio, dar brinquedos, levar ao médico, não não. É muito mais do que isso é ensinar sobre a vida, mostrar sua história, incentivar, confiar, celebrar, respeitar, pedir desculpas, reconhecer os erros, ser empático, dar espaço, escutar com atenção, brincar, sorrir, abraçar, beijar, olhar nos fundos dos olhos e transmitir a paz que acalma e acalenta o coração de qualquer angústia e tristeza.

Se você já ouviu seu filho (ou filha) falar que você não é uma boa mãe, que você não o ama, que não o escuta, que não confia, que não respeita, que não aguenta mais morar contigo e espera crescer logo para sair de casa, por favor, não agrida de volta. Respire. Reflita e repense qual atitude sua pode ter motivado essa reação. Sente e converse – de coração aberto, sem se colocar na hierarquia de Mãe, coloque-se no mesmo nível dele(a) – e pergunte qual a razão desse sentimento? O que ele(a) necessita de você? Como poderia se tornar uma mãe mais amiga (e menos autoritária)?

Lembre-se essa vida foi gerada por você, e, sua maior missão é amar e cuidar, ou seja, ser amiga!

A você que é uma mãe amiga, Parabéns! Você fez um bom trabalho!!

A você, que como eu, tem uma mãe amiga, e, se emocionou com o filme por constatar que o amor que as une ultrapassa a barreira da vida, sejamos gratas à vida que nos presenteou com mães tão especiais.

A você que (ainda) não é uma mãe amiga, não se culpe. Ainda há tempo. Crie esse laço de amizade, você tem o principal ingrediente para essa construção, o amor pelos seus filhos.

Luz na caminhada.

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *