Viagens que recomendo

Lisboa: uma cidade encantadora.

capa

Ano passado eu e meu marido tiramos um período sabático com o intuito de atingir alguns objetivos profissionais e pessoais. Dentre estes, estava o de conhecer alguns lugares da Europa.

Uma das capitais do nosso roteiro foi Lisboa. Por ele ter morado lá anos atrás, quis voltar para rever como estava o bairro em que morou e estudou.

Das cidades que passamos, a mais encantadora foi, sem dúvida, Lisboa.

Um lugar lindo, com belas paisagens, um conceito de mobilidade digno de inspiração para o nosso Brasil, pessoas cordiais e educadas, jardins tão belos e bem cuidados que ficávamos horas apreciando sem perceber o passar do tempo, construções antigas harmoniosamente em conjunto com arquiteturas modernas, uma gastronomia impecável e os bondes que me deixaram completamente apaixonada.

Bom, vou procurar descrever a seguir os pontos que mais curtimos por lá para você ir conhecer também.

– Onde se hospedar:

Nos hospedamos no centro da cidade, no Ibis Centro Saldanha, fica bem próximo à estação de metrô e a diversas opções de ônibus. O atendimento é excelente. O café da manhã magnífico, todos os dias tinha pastéis de nata divinos, a simpatia dos funcionários é cativante. E o restaurante oferece poucas, mas deliciosas opções no jantar – caso você não queria sair do hotel para comer recomendo ficar por lá.

Dica de prato: o bacalhau a nata, de comer rezando de tão maravilhoso!

– Dica de transporte:

Chegamos ao aeroporto de Lisboa e fomos de metrô para o hotel a pé mesmo porque fica bem próximo. Mas, se as suas malas estiverem muito pesadas vale a pena ir de táxi da estação do metrô até o hotel (mesmo sendo super rápido). Do aeroporto também é possível ir de táxi para o hotel em que ficamos, mas o custo sairia muito acima por isso optamos pelo metrô.

Para conhecer a cidade sempre optamos por fazer a maior parte do roteiro a pé, pois, assim conhecemos e reparamos mais nos detalhes do lugar. Do hotel em que ficamos até a Praça de Marquês do Pombal, onde se encontra a maior parte da opção de ônibus, leva no máximo uns 20min de caminhada. E de lá você encontra opções para ir às estações de trem (que lá é chamada de comboio), passa pela estação do metrô e também pelo bonde. Enfim, as opções de transporte público em Lisboa são variadas, pontuais, organizadas e com preço justo para o serviço que é oferecido.

Não utilizamos táxi nenhuma vez se quer porque não havia necessidade.

Bonde e trem
Bonde e trem

 

Praça Marquês de Pombal
Praça Marquês de Pombal

 

– O que visitar:

Nossa muita coisa!!! Recomendo que fique no mínimo uma semana, porque menos do que isso será complicado selecionar o que visitar.

A Praça do Comércio.

No coração do centro, local com várias opções de restaurante, lojas de roupa, calçado, tem o VLT que é muito bacana de passear levando aos pontos mais distantes.

Tem uma parte beirando o mar que é uma ótima pedida para pegar um sol de fim de tarde. Geralmente, os eventos grandes que estão ocorrendo na cidade são localizados por ali, quando fomos estava tendo o Champions Festival do campeonato de futebol europeu (UEFA).

Ali você vai encontrar uns quiosques que vende a famosa ginja, um licor de cereja, normalmente, bebido como aperitivo no final da tarde e depois do almoço. É simplesmente delicioso, opte por beber nos copinhos de chocolate (fica muito melhor).

E quando der aquela saudade do feijão com arroz e bife, procure por ali nas ruas paralelas dessa praça (sentido Castelo de São Jorge) um restaurante que tem a propaganda “Comida brasileira” – quando visitamos ele era o único que tinha esse anúncio – só não me recordo o nome do lugar, mas ao entrar descíamos umas escadas para chegar às mesas. A comida é muito boa, preço super em conta e a carta de vinhos espetacular. O atendimento é excelente, com a típica cordialidade portuguesa.

Praça do Comércio
Praça do Comércio

 

Castelo de São Jorge.

Eu tinha dois lugares específicos para conhecer em Portugal: esse castelo e Óbidos (que infelizmente não conseguimos ir devido ao tempo chuvoso). Minha dica para chegar ao Castelo é ir antes do almoço para ter tempo de conhecer cada pedacinho dele com calma e depois almoçar apreciando o que mais me encantou naquele lugar: a vista de Lisboa.

Vale muito a pena conhecê-lo.

Castelo de São Jorge
Castelo de São Jorge

 

Legítimo Pastel de Belém.

Sabe os famosos “pasteizinhos de Belém”? Pois bem, você pre-ci-sa experimentar os verdadeiros, que só se encontram lá em Belém, né?

Super fácil de chegar de ônibus a partir da Praça do Comércio.

Vá e coma sem culpa, eles são tão deliciosos, quentinhos, fresquinhos, e por mais que eu escreva nenhuma palavra será capaz de explicar a sensação e o sabor desses doces. Só experimentando mesmo.

Pastel de Belém
Pastel de Belém

 

Torre de Belém.

Local muito agradável de passear a tarde. Só fiquem atentos para o horário, lá fecha às 17hs se não me falhe a memória, então é bom chegar umas 2h antes para conhecer o local. Fica bem perto da loja dos pastéis de Belém, então sugiro que você depois do descanso do almoço vá conhecer a Torre e, em seguida, saboreie um delicioso pastelzinho no café da tarde. Ah! E não se esqueçam de visitar o mosteiro que tem ali perto e os jardins, são lindos demais.

Torre de Belém, Monumento aos Navegantes e Praça do Império
Torre de Belém, Monumento aos Navegantes e Praça do Império

 

Cascais.

Vontade de comprar uma casinha e ficar por lá para sempre. Que lugar mais aconchegante, lindo e tranquilo.

A única parte ruim de visitar Cascais é a hora de vir embora, porque não dá vontade de voltar.

Cascais
Cascais

 

Por aí em Lisboa.

Como já disse, fiquei encantada com a beleza dessa cidade. O passeio a pé era uma forma de apreciar cada detalhe, da arquitetura, as flores do jardim. Uma curiosidade: meu marido quis reviver a nostalgia dos tempos lisboeta e procurou um prato típico de lá, os caracóis, geralmente, servido em bares populares como petisco. Eu não curti, mas ele garante que é delicioso, fica a dica para os curiosos.

PORAI
Lugares pelo centro de Lisboa.

 

– Imperdível:

Esse lugar você não pode deixar de conhecer, porque ele é simplesmente magnífico!

O Oceanário de Lisboa!

Você se sente um verdadeiro peixe dentro desse lugar, são três andares de muito bem planejados. Vá e aproveite cada cantinho, conheça os animais por ângulos que dificilmente conseguiríamos ver normalmente.

É muito legal.

Oceanário
Oceanário

 

Espero que tenham gostado das dicas e que visitem Lisboa porque é um lugar que vale (muito) a pena!

Boa viagem!

Um comentário

  • luizshigunov

    Realmente, Lisboa é encantadora! Muita história para contar e sem o problema da língua diferente. Vale muito a pena conhecer. As pessoas são simpáticas e nesses tempos de crise os preços por lá estão muito bons 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *