Homenagem ao Dia das Mães

Dia das Mães – Estado duplamente interessante: Mãe de Gêmeas.

Kolkata 2016

Por Karla Lemos, mãe da Giulia e Milena.

Em um determinado momento na minha relação olhamos um para o outro e dissemos: Vamos aumentar esse amor…Engravidei e logo no segundo mês, o susto foi enorme, o exame de ultrassonografia mostrava que não era apenas um amor mas, dois amores prontos para mudar por completo a minha vida.

Junto com o crescimento da barriga, nascia dentro de mim um AMOR único – gigante, desmedido e profundamente transformador. Ser mãe de filhos gêmeos é ficar imensa em todos os sentidos, com uma barriga gigante e sem muito controle, principalmente do peso que a médica insiste ter que controlar. No meu estado duplamente interessante, ganhei 30kg e não conseguia fazer as coisas mais simples como calçar os sapatos sozinha, todo cuidado foi pouco, muitos dias e meses de descanso. Águas passadas para as dificuldades e medos, só pensava no bom, na alegria….puxa, eu podia escolher dois nomes diferentes e sem saber o sexo dos bebês que estavam por vir, pensava em 4 nomes distintos.

O marido surtou, os avós ficaram histéricos de tanta surpresa e preocupações, a família em polvorosa eram as primeiras crianças de uma geração e vinham em dupla, até mesmo no trabalho, todos me tratavam de forma especial e cheia de cuidados, tudo era duplo e muito intenso.

Aos 6 meses estava gigante literalmente e o repouso começou a fazer parte da minha rotina, e foi nesse momento que se criou a nossa intimidade. Era eu e eles ou elas, ou um casal…nossa, eram tantas possibilidades, com os seres mais importantes da minha vida, no momento mais especial, juntos 24h/dia, uma relação que começou na intimidade do meu ser, do meu corpo, da minha alma. E eles estavam muito participantes, mexiam, brincavam, brigavam, e se arrumavam o tempo todo dentro de mim. Todos os sentimentos cresciam junto com o desenvolver deles. Um AMOR intenso, que dominava todo e qualquer outro pensamento.

Aprendi que Saúde e Amor estão diretamente relacionados, quanto mais damos mais recebemos e, nesse estado não temos escolhas, ele nasce unilateralmente e fortalece a medida do crescimento do feto, quando nasce uma criança, no meu caso duas, nasce uma MÃE! Essa troca é exclusiva e sem nenhum precedente em nossas vidas.

É um amor maior que tudo e todos!

Aos 8 meses, meu estado interessante desabrochou com o nascimento das minhas lindas, gêmeas, meninas – Giulia e Milena, que me ensinaram e ensinam até hoje a ser uma pessoa melhor – aprendi a Amar, sentir, pensar e repensar quantas vezes forem necessário para tomar qualquer atitude. Duas mulheres de personalidade forte e muito diferentes fazem da minha vida um mundo incrível, cheio de aventuras e transformador.

Obrigada minhas filhas, amigas e companheiras de viagem! Amo vocês!

 

Um comentário

  • Berenice

    Que bonito Karlinha!
    Passar pela vida de vocês, ainda que sempre, em raros mas bons momentos,me permite confirmar, que tuas meninas são uns encantos e vc uma gracinha de mamãe!
    Beijos pelo nosso dia, extensivo a tua mãe.
    Bere

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *