As pessoas padecem de suas próprias escolhas.

 
Quantas pessoas nós conhecemos que sofrem e não arriscam nada para mudar? Algumas (no mínimo).
E por que será que elas não mudam?
Talvez seja devido a dificuldade que enfrentam em assumir que escolheram mal, cometeram um erro, e, pior do que isso, continuam insistindo nele.
Já se viu alguma vez nessa situação?
Bem, nesses casos, negar essa situação é padecer de um mal criado por nós mesmos e nos aprisionar a essa realidade cruel, injusta e infeliz.
Você merece isso? Pense bem na resposta.
Acredita mesmo nisso que está dizendo?
Então, não se prenda pelo orgulho a uma situação de autoflagelo porque é você quem mais sofre com isso e é a única pessoa capaz de se libertar desta prisão.
Nascemos para sermos felizes, temos o dever de honrar essa missão e empenhar nossos dias nessa busca. Ela não é impossível, mas dá trabalho, no final, vale a pena.
O que você escolhe: ficar com o seu orgulho e continuar patinando nessa infelicidade ou admitir que escolheu mal, voltar atrás e tentar ser feliz de um novo jeito?
Luz, sabedoria e paz. _/\_

Um comentário

  1. Luiz Shigunov

    Muito bem dito! Admitir o erro não é fácil. Mexe com o orgulho. Mas é como você bem disse: vale a pena!

E então, gostou? Me diga aqui no comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *