Conversas em tempos de Pandemia

Autocuidado – você tem praticado?

Aqui no Brasil, nós já estamos há 5 meses submersos na pandemia da Covid-19.

E embaixo desse mar agitado, turbulento, de águas turvas e gelado como você tem conseguido submergir para tomar um fôlego e continuar a nadar?

Sabe, quase sempre quando eu falo sobre isso as pessoas me respondem com um ‘ah vou levando’, ‘nem sei’, ‘tá tudo uma droga’ e outras respostas nessa vibração negativa, pesarosa e pessimista. Não vou deslegitimar essa energia não, quem sou eu para isso!? Cada pessoa sabe o quão difícil está sendo sobreviver essa pandemia. Entretanto, questiono se assumir essa postura é a melhor forma de lidar com tudo isso?

Creio que no mundo temos infindáveis razões para nos sentirmos assim, porém, continuar nessa vibração não melhora nada, pelo contrário, só faz ficar ainda pior.

Então, resolvi trazer algumas sugestões para você transmutar esse desafio gigantesco que é encarar essa pandemia de forma mais salutar para a sua vida e a de todos ao seu redor.

  1. Não deixe a vida lhe levar – ter uma rotina simples e prática fará toda a diferença para o seu bem-estar.
  2. Pratique atividade física diariamente – não precisa “treinar” apenas se movimente, uma caminhada de 20min está valendo, subir e descer uns 5 andares do seu prédio também, dançar zumba na frente do computador, fazer uns 30 polichinelos na sala, não importa, não precisa ir para a academia, não precisa fazer selfie com roupa da nike e postar no insta, nada disso, só precisa movimentar o seu corpo (por no mínimo, 30min está PER-FEI-TO!)
  3. Respira – senta, deita, da forma que preferir, feche os olhos, coloque as mãos sobre o umbigo e imagine que seu abdômen é um grande balão: inspire (encha o balão), expire (esvazie) sempre pelo nariz e vá contando, conte até 10. Você vai se sentir que a inquietude e a ansiedade vão aliviar um pouco. Pratique 2x ao dia.
  4. Coma comida de verdade – abra menos pacote e descasque mais, mais frutas, legumes, verduras, castanhas, menos snack, congelados, fast food.
  5. Beba mais água e menos álcool – evite a ingestão constante e diária de bebida alcoólica, ingira mais água ela deixará seus pulmões e sua via respiratória menos suscetível a gripes, resfriados.
  6. Escolhe o momento do dia para ver notícias – ficar o dia todo acompanhando notícias só deixará você com mais angústia, ansiedade e medo. Pare. Escolha um ou dois veículos de notícia, pela manhã, e se mantenha a par dos acontecimentos. Esqueça os telejornais a noite, tanta notícia ruim só fará com que você tenha dificuldades para dormir bem.
  7. Aprenda algo – leia, faça um curso online gratuito (ou pago se você puder), aprenda a tricotar, a pintar, um novo idioma, a tocar um instrumento, descubra algo que gosta e invista seu tempo e sua atenção nisso por pelo menos uma hora do seu dia.
  8. Faça chamadas por vídeo – ligue para os seus amigos, familiares, colegas, converse um pouco, sorria, brinque, fale do tempo, da chuva, do calor, evite falar de coronavírus, fale do preço do tomate no mercado, mas se distraia e mantenha-se o mais próximo possível (de modo seguro) daquelas pessoas que lhe fazem bem.
  9. Conecte-se com algo maior – reze, ore, medite, faça uma prece, fique em silêncio, olhe para o céu, pise na grama, escute o cantar dos pássaros, intua desejos bons, intua energias boas, mentalize que assim como esse vírus chegou ele irá embora, acredite em dias melhores. Cuide da sua espiritualidade.
  10. Fique em casa, use máscaras, lave as mãos, use álcool gel – cuide de você e de todos nós.

Viram?

Dicas simples. Gratuitas. Disponível para muitos.

A gente não escolhe se vai doer, mas escolhe se vai sofrer.

Pense nisso e faça escolhas melhores.

Que haja Luz, Cura, Amor e Solidariedade para toda a Humanidade.

 

Quer conversar? Deixa aqui o seu comentário.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *