bussulfano petição
Conversas sobre a sociedade

Contra a descontinuidade do medicamento bussulfano pelo SUS.

O medicamento bussulfano é utilizado para transplante de medula óssea e, atualmente, fornecido pelo SUS.

Entretanto, a partir de julho deste ano, o (único) laboratório que realiza o fornecimento, Pierre Fabre, encerrará a prática no país porque a única fábrica que produz esse medicamento e é aprovada pela Anvisa encerrará as suas atividades no país. Com isso, será descontinuado o fornecimento deste medicamento ao SUS e, consequentemente, aos pacientes que necessitam da rede pública de saúde para realizarem o transplante.

Por isso, peço a você que colabore assinando esta petição, clique aqui para assinar.

A Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO) solicita ao Ministério da Saúde e a Anvisa, a garantia contra o desabastecimento do medicamento nos hospitais da rede pública.

A SBTMO estima que mais de dois mil procedimentos médicos podem não ser realizados devido a falta desse medicamento.

Estamos falando de VIDAS, de pessoas que DEPENDEM DO SUS para conseguirem realizar os procedimentos que salvarão suas vidas.

Muitos desses pacientes passam dois, três, quatro anos e até mais na fila de espera por um doador compatível de medula, então, quando finalmente conseguem não poderão realizar o transplante por falta desse medicamento. Isso é desumano!

Em 2020, eu me cadastrei no REDOME (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea), pois, acredito que o quadro de tamanha carência de doadores pode ser resolvida se cada pessoa que tem condições de saúde para se tornar doador o fizesse. Portanto, assim fiz com muita gratidão no coração de poder me voluntariar a contribuir com a vida de alguém.

Você pode fazer a diferença assinando a petição e pressionando o Governo. Assine, por favor.

Nós já estamos sofrendo tanto com a pandemia da Covid-19, mas as outras doenças não pararam de ceifar vidas.

Assegurar que o Governo Federal responda com uma medida que previna e garanta vidas é um dever cívico de cada um de nós.

Que a gente pratique mais a solidariedade em nosso dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *